Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

À Sétima é de Vez

Musings of a scientist wannabe, ou um blog pessoal que às vezes fala um bocadinho da vida de cientista.

À Sétima é de Vez

Musings of a scientist wannabe, ou um blog pessoal que às vezes fala um bocadinho da vida de cientista.

.eu não escrevi no blog mas também não estive parada...

Fez este mês dois anos que me voltei a inscrever num ginásio. Ao contrário da primeira vez (relatada aqui), não perdi motivação, gostei do ambiente, das aulas, das pessoas e... do treino. Sim, do treino. Tornou-se um vício treinar todos os dias, uma aula diferente de cada vez. Tornou-se um vício tal que tive que arranjar uma forma de medir o meu desempenho e de o registar. Só me falta começar a comer as coisas fit que vou vendo no Instagram... só me falta a paciência!


 

 

 

.corridas #2

Confesso que depois do entusiasmo inicial no Verão do ano passado a coisa esmoreceu um pouco. Entre Outubro e Maio não há registo de corridas, mas não quer dizer que tenha diminuido a actividade cardio. A partir de Outubro comecei a enturmar-me mais no ginásio, a falar com pessoas e a frequentar mais aulas (way to go Lia, um ano depois de lá teres começado finalmente começas a falar com pessoas...). Passei a ir a mais aulas de dança e descobri depois o treino de resistência muscular - as aulas onde eu nunca punha os pés porque fisicamente me custava mais do que sair cansada de uma aula com elevado componente cardio.
No meio de tudo, acabei por ir todos os dias ao ginásio, adicionando depois treino ao sábado de manhã e ocasionalmente ao sábado à tarde, e as corridas ficaram para vigésimo quinto plano. Agora só me lembro de dar uma corridinha quando estou na terra e não cumpro o meu treino regular, que foi o que aconteceu ontem. O GPS do telemóvel não quis colaborar e tive que me seguir (mais ou menos) pelo número de músicas que já me tinha passado pelos ouvidos. Não fiz uma distância brilhante, aguentava mais, mas já estava perto de casa, já passava das 20.30, o meu Asics Gel esquerdo passou-se e começou a fazer-me uma bolha (wtf??? devia ter trazido os Nike) e fiquei-me pelos  4.4 km. Valeu porque faltei ao meu Body Pump e Blast Dance e precisava de me mexer depois do dia de descanso. Ah, e também valeu pela vista. Ser do campo às vezes tem vantagens.



.aquele momento #2

Aquele momento em que a compra que mais antecipas não são uns óculos de sol, nem umas sandálias novas, nem sequer um modelito de Verão da Mango... aquilo que tu queres mesmo comprar já há algum tempo é:


um relógio medidor de cardiofrequência com desconto (sou pobre, o que é que querem? este é o que se adequa mais às minhas necessidades imediatas e, mais importante do que isso, à minha magra carteira)



um sportsbra novo da Adidas, a adquirir em saldos no Freeport (senhores das marcas que oferecem coisas às bloggers, estão a ouvir? Faço-vos uma mega publicidade ao produto, que apesar de não tirar selfies no ginásio, treino de segunda a sábado e ocasionalmente faço umas corridinhas por fora!)

.aquele momento...

... em que te apercebes que te comprometeste a dar apoio moral a pessoas e consequentemente vais tornar o teu sábado em mais um dia de sofrimento, a começar logo a levantar o rabo da cama antes das nove da manhã.

Devo estar doente*. Vou levantar-me cedo a  sábado para praticar exercício físico, a começar logo por Blast Bunda (Bum Bum Brasil, MIB, glúteos e coxas, o que lhe queiram chamar...),  seguido de Blast Total (aka total condicionamento). Pequena pausa e a festa segue logo com o meu amado Body Jam (inserir corações aqui), para depois dar lugar a uma primeira aula de Body Combat (nas palavras de quem pratica, liberta o Bruce Lee que há em ti) .

Não sei muito bem como é que isto aconteceu. Acho que ando meio desorientada com as datas e os dias da semana e acabei a dizer que sim a tudo. Não me peçam €€ que no estado em que estou sou bem capaz de vos dizer que empresto sim senhor, mesmo sem ter  tostão furado.



*e não, eu não estou de mini-férias da Páscoa e a minha semana não acabou à quarta... vai acabar mesmo à sexta-feira.

Fui experimentar o Blast Tabata na terça-feira...

e só tenho a dizer que ainda me doem os músculos do peitoral. Não foi nada boa ideia ter aumentado carga de peito no BodyPump de segunda-feira e no dia a seguir, ainda dorida, ter achado que era giro experimentar esta aula. Ontem achei por bem ficar em casa e nem ir correr porque tinha a sensação (!) de ter levado uma sova.

 

Tabata Fat Blasting Workout | Interval Training

.corridas

Começou tudo na Corrida da Cidade lá da terra. Inscrevi-me para andar 5km, juntamente com umas amigas. Outros dois amigos foram correr a sério os 10km. Foi um programa divertido, numa tarde divertida e solarenga, que teve direito a reencontrar pessoas que já não via há algum tempo.



Quando as fotos do evento ficaram disponíveis online fui dar uma espreitadela. Fiquei admirada por ver uma série de pessoas da minha geração a correr os 5km. Mas daquelas pessoas que quando andávamos no ciclo "estavam" menstruadas duas vezes por mês só para poder ficar à margem das aulas de Educação Física o mximo que pudessem. Aquelas pessoas que quando se fazia os 5 minutinhos de corrida inicial iam quase a andar. Aquelas pessoas que não queriam tocar numa bola de vólei para não lascar o verniz ou partir as unhas, aquelas que se desviavam quando viam a bola a vir na sua direcção. Essas pessoas, dez ou quinze anos depois estavam a correr.

Foi o chamado abrolhos. Então eu tinha ido a andar numa prova de corrida/caminhada de 5km? Eu, que toda a vida (pelo menos dos 4 aos 18, ininterruptamente) tinha feito desporto? Eu, que cheguei a praticar duas modalidades em simultâneo nos tempos áureos da minha adolescência ia a andar quando as pessoas que faziam tudo para ficar no banco do pavilhão ao 14 anos foram correr? Inadmissível, jamais!

Apesar de frequentar um ginásio fofinho, onde adoro as aulas de Total, Dance, BodyPump e BodyJam (inserir aqui suspiro de adoração pelo BodyJam) - desculpem mas Core é que eu não consigo mesmo adorar -, pensei que tinha de arranjar tempo para começar a correr. A solução foi abandonar a ida ao ginásio à quarta-feira e calçar os ténis da corrida para andar às voltinhas no Estádio Universitário. So far, so good.

O primeiro dia foi tão ridículo que até tive que telefonar ao bf a perguntar onde é que era afinal a entrada do estádio... lá me orientei e pus a app a contar. No primeiro dia fiz uns fantásticos (pelo menos para mim, que só me achei capaz de correr uns 2km no máximo) 4,5km, sem parar. A segunda vez que fui correr foi no dia da final da Champions. O estádio e as ruas estavam quase vazios (pudera!) e consegui correr os 5km sem parar. Depois desse dia dei por mim a pensar quando é que podia ir correr outra vez.


Já lá vão quase dois meses, e tenho tentado manter-me constante e motivada. Mesmo com algumas dores de burro, uma bolha e calor (descobri que não consigo correr com calor). E ainda que pareça cromo e totó, partilhar os treinos automaticamente no Facebook tem ajudado, e quem diz que não gosta dos likes nas publicações não diz a verdade. Eu gosto e acho que me ajuda na motivação. Ainda que vejam que só consigo correr 6 km em 40 minutos, ou que o trajecto da corrida seja sempre o mesmo.



Mais sobre mim

foto do autor

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

.os últimos dez

A Discovery of Witches
O Meu Irmão
História do Novo Nome
World Without End
World Without End
The Handmaid's Tale
Outlander 4 - Tambores de Outono
A Viajante
A Libélula Presa no Âmbar
If This Is a Man


Lia's favorite books »