Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

À Sétima é de Vez

Musings of a scientist wannabe, ou um blog pessoal que às vezes fala um bocadinho da vida de cientista.

À Sétima é de Vez

Musings of a scientist wannabe, ou um blog pessoal que às vezes fala um bocadinho da vida de cientista.

Mudanças, Part Deux

Dia 4 (Domingo): Querido blog, marquei a abertura da água para o horário da manhã,entre as 08h e as 10h. Gostava muito que o senhor me tivesse avisado que podia dormir mais duas horas, porque só apareceu em cima das 10h. A mãe apareceu para levar mais umas coisas para casa e trouxe-nos o pequeno almoço. Neste dia perdi a noção da quantidade de viagens que fizemos entre as duas casas, mas parecia sempre que era preciso fazer mais uma. Enchi três sacos de compras do Lidl com roupa e um do IKEA com roupa para dar. Querido blog, este foi sem dúvida o pior dia com dores nas pernas.


Dia 5 (2ªF): Querido blog, ainda não tive notícias da EDP. Estou a ficar um bocadinho farta de viver na idade da pedra e gostava de saber quando me vão confirmar a adesão ao contrato e fazer agendamento das deslocações. Andei a revolver sacos e não encontro as minhas Havaianas Slim pretas e cinzentas e fiquei aborrecida. Este dia também marcou o meu semi-regresso ao mundo electrificado e "internetizado" (que é como quem diz, o laboratório). 90% dos sacos ainda estão por arrumar.

Dia 6 (3ªF): Querido blog, os senhores da EDP telefonaram-me finalmente. Amanhã já tenho luz. Quinta-feira terei gás. Eu e o bf conseguimos montar um armário de 3 portas do IKEA com pouco mais de uma hora de sol. Eu ainda quis tentar aparafusar as portas à luz de velas mas ele não deixou... disse que tinha fome, que queria ir tomar banho e já eram 22h.... pffff! On a side note, a minha cozinha já se parece com uma cozinha normal; cerca de 70% dos sacos ainda estão por arrumar. 

Dia 7 (4ªF): Querido blog, estou a meio caminho do século XXI. Às 10h já tinha electricidade e foi a felicidade total ao chegar a casa e conseguir ver por onde ando após as 21h30. Também posso carregar o telemóvel e o pc em casa (finalmente!). Arrumei metade dos sacos que andavam espalhados pela casa (roupa incluída), mas o bf trouxe mais uns quantos, o que anulou o meu esforço de arrumação deste dia.

Dia 8 (5ªF): Querido blog, apeteceu-me mandar o senhor da inspecção do gás à m#$&a! Aparentemente o fogão não está preparado para gás natural (não é meu) e a inspecção ficou condicionada, mas o senhor quis lançar o pânico e disse que o colega não me iria ligar o gás. Mentira, que ligou e tenho três meses para resolver o probelma com o senhorio. Andei todo o dia a tentar ligar para a Zon para agendar a transferência de morada e agendar a deslocação e não consegui. A caminho de casa passei pela Zon e pela Jumbo Box para adquirir um "fogareiro eléctrico" (vulga placa de aquecimento). Ao menos já posso fazer arroz. E tomar banho na minha própria casa, o que é sempre uma vantagem.

Dia 9 (6ªF): E ao nono dia de mudanças consegui encontrar as minhas Havaianas Slim cinzentas e pretas dentro de um saco, querido blog! Felicidade! Só não as consegui usar porque nnão tenho tido tempo de tratar dos pés (também ando com um aspecto cansado e meio zombie assim no geral). Consegui também lembrar-me de onde tinha enfiado a caixinha dos meus brincos. Yay me!

Mudanças, Part Un

Querido Blog:

Este ano resolvi mudar de casa. Achei que foi tudo muito giro e fácil há dois anos, por isso decidi meter-me outra vez nestas andanças. Querido blog, acho que vais gostar de saber quais foram as peripécias deste ano, por isso vou colocar os acontecimentos por ordem cronológica:


Dia 1 (5ªF): Recebi a chave do apartamento. Tenho dúvidas de conseguir levar a tralha toda, por isso levei já uns caixotes com os electrodomésticos, ainda às escuras. A porta do 1º Esquerdo cheira a chichi de gato e vêm de lá un "miaus" muito profundos. Espero que o pobre gato tenha dono.

Dia 2 (6ªF): Neste dia acordei cedo, querido blog. Na minha ingenuidade marquei o corte dos serviços de água, luz e gás para o período da manhã (tipo entre as 08h e as 14h). Às 09h tive o primeiro choque e fiquei sem a água. Ainda bem que consegui acumular cerca de 20L de água em garrafões e baldes. Telefonei à mãe para trazer mais garrafões e um jerrican de 20L de casa no dia seguinte. Às 10h foi-se a electricidade e às 12h foi o gás. Afinal perdi tempo, querido blog. Os contadores estavam todos fora de casa e o senhores não precisaram de mim para nada.

À tarde resolvi ir à nova casa para fazer uma limpeza geral (tipo limpar o pó e passar esfegona, estás a ver querido blog?), tarefa que se tornou um bocadinho ingrata: não é fácil tirar o pó do chão só com uma vassoura e lavar o chão todo com um total de 11L de água engarrafada. Entretanto estive ao telefone com a senhora da ZON imenso tempo para me fazer a transferência de morada. Não me importei muito porque a senhora era fofinha, mas perdi ali bastante tempo (é difícil varrer só com uma mão). Entretanto também tive que atender a mãe. Aí umas duas vezes ou três.

Voltei a casa e diverti-me a jogar tetris na mala do carro querido blog. Desaparafusar as porcas do esticador do estendal também foi muito divertido. Quando finalmente nem eu própria aguentava o meu "cheiro a pessoas", telefonou o bf e segui para a casa dele para tomar banho. E descarregar o meu carro na nova casa. Somos uma verdadeira dream team e às 22h ainda seguimos para o IKEA para jantar e comprar a cómoda e o armário, e transportar até à cas nova. Yay us!

Dia 3 (Sábado): Levantei-me às 07h, querido blog. Marquei com os senhores das mudanças para as 09h, mas os pais e o jerrican apareceram mais cedo. Joguei mais tetris na mala do meu carro e na mala do carro do pai. Afinal tenho muito mais tralha do que julgava. Acho que se multiplicou quando eu não estava a ver. Às 11h estava tudo ao molho na nova casa. O frigorífico ficou com uma cicatriz de guerra, mas não se vê a não ser que olhemos com atenção. Por acaso não fiquei muito aborrecida querido blog. Se calhar foi o cansaço. Às 12h voltei à casa antiga, onde a mãe ficou a dar um jeito e meteu tudo o que estava solto dentro de sacos e saquinhos. Apanhei trânsito porque as pessoas acharam por bem ir para a praia num sábado com calor. Shame on them. Às 12.30h tive muita fome, mas tive uma certa vergonha de aparecer em público com um ar desgrenhado. E a cheirar a pessoas. Fuck it.

Neste dia fizemos ainda duas ou três viagens. Achei que não tinha sacos suficientes, e a roupa ainda estava no armário da casa antiga. A parte boa, querido blog, é que devo ter perdido uns 3 kg neste dia, só em transpiração. Se calhar subir e descer ao 3º e ao 2º andar também ajudou. Quase que consegui dormir bem nesta primeira noite em território desconhecido; só foi pena a Lexie não ter parado de miar a noite toda.


Then & Now

Antes a vista da cozinha era assim (em cima), e agora a vista da cozinha é assim (em baixo):


Em termos de vista pode dizer-se que passei de cavalo para burro, mas agora tenho umas Piscinas Municipais mesmo ali ao lado!

Vou ter saudades da vista, nunca me cansei dela e já nem dava conta do famoso "zun-zun" que os carros fazem a passar na ponte (todos os dias, a todas as horas). Antes de trancar a porta do apartamento vazio a última coisa que fiz foi olhar para a Ponte e pensar que agora, esta vista, só em passeio.

Também vou ter saudades das vizinhas velhotas do prédio, do ar de terrinha do bairro, do Pingo Doce já ali ao lado e até da colónia de gatos, todos parecidos e todos com um focinho feio de rato.

Não vou ter saudades das pragas de formigas que de tempos a tempos assolavam o 3ºESQ, nem da humidade (o problema é sempre a humidade, não há mais nada, realmente, só a humidade), nem de andar a passar lixívia na parede da sala mês sim mês sim em tempo de chuva, nem do pingar constante da janela da sala quando chovia, nem da ausência de estores (sou tipo toupeira, só consigo dormir bem às escuras).

Pode ser que um dia volte. Até já Ajuda!



Ora...

O Faces anda parvo e não me deixa fazer o log in...

Chove demasiado (sim, se o Alqueva já tem água para aguentar três anos de seca, então estamos bem) e estou fartíssima de tanta pluviosidade (coitados dos habitantes da Madeira).

Passei a tarde inteira a "namorar" a máquina fotográfica que quero comprar na Pixmania com o primeiro (ou segundo) ordenado.

Primavera, onde andas escondida?

**Adenda**

No meio de tudo isto, os Snow Patrol vêm ao Rock in Rio. Oh yeaahhhhhhhhhhhh!

Accuweather

O Accuweather é uma coisa bué da fixe. É bonito e eu gosto! O Accuweather é um site maravilhoso que me permite ver qual o tempo que vai fazer amanhã, depois de amanhã e no dia seguinte. O Accuweather sabe onde fica Vendas Novas e onde fica o Monte da Caparica. O Accuweather ajuda-me a decidir a roupa e os sapatos que vou usar durante a semana (sim, porque o fim de semana é para vegetar em casa). O Accuweather permite-me ver o bom (ou mau) tempo que as pessoas normais que saem à rua durante o dia sentem na pele.


O Accuweather confirma o que o Phil já me tinha dito: vamos ter Inverno até Março!


O Accuweather é uma treta.



*Não, a sério, o Accuweather é das melhores coisas que aconteceram aos geeks que passam os dias enfiados nos laboratórios.

Manhãs de quinta-feira!

Sou só eu que acho, ou com chuva o povo lisboeta fica doido? Especialmente aquele que não conduz no sentido do trânsito!

Estando moi mega atrasada para o lab, com tudo o que tinha programado para a manhã, decido pegar no carro para ir até à margem sul, em vez de apanhar umas pinguinhas de chuva (e quiçá algumas emoções fortes na atracagem dos barcos da TT) no trajecto Cç da Ajuda - Belém - Porto Brandão - Monte de Caparica.

Má ideia Lia Raquel, má ideia. Não só houve acidente no tabuleiro da ponte no sentido em que há menos trânsito, como houve acidente e choque em cadeia! Resultado: fila e mais fila, mesmo muito tempo depois de todos os veículos terem sido removidos. Mas porque raio sempre que chove há acidente no sentido menos percorrido de manhã na ponte 25 de Abril? Alguém me explica? Este povo não pode ver uma cacimbinha, um nevoeirozito que se desorienta?

Não só me deparo com fila até ao início do tabuleiro da ponte, como após a ponte ainda há uma ameaça de fila e apanho depois uma mini-fila de cinco ou seis carros para entrar no parque de estacionamento da faculdade.
Três filas = mau feitio matinal.

Mais sobre mim

foto do autor

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

.os últimos dez

A Discovery of Witches
O Meu Irmão
História do Novo Nome
World Without End
World Without End
The Handmaid's Tale
Outlander 4 - Tambores de Outono
A Viajante
A Libélula Presa no Âmbar
If This Is a Man


Lia's favorite books »