Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

À Sétima é de Vez

Musings of a scientist wannabe, ou um blog pessoal que às vezes fala um bocadinho da vida de cientista.

À Sétima é de Vez

Musings of a scientist wannabe, ou um blog pessoal que às vezes fala um bocadinho da vida de cientista.

.sobre isto do dia da mulher

Em pouco mais de dois minutos passam neste vídeo 48 mulheres que ajudaram a mudar o mundo. As laureadas com um Prémio Nobel nas áreas científicas são as que reconheço imediatamente, são as que me estão mais próximas por serem mulheres nas STEM. Por serem responsáveis pelos avanços na ciência. Por terem garra e terem lutado mano a mano com homens pelo reconhecimento científico, por terem insistido quando lhes disseram que nunca iam conseguir. Tive o prazer de ouvir a Ada Yonath há uns anos e lembro-me do ar de escárnio dela enquanto recordava o momento em que lhe disseram que não ia conseguir resolver a estrutura do ribossoma - não só porque achavam a tarefa difícil, mas também porque... ela era mulher.

 

E ainda que em áreas científicas tradicionalmente femininas, como a biologia, se assista a uma nivelação entre os géneros ao nível dos graus universitários, é triste saber que não só a Ada Yonath partilhou o Nobel da Química com dois homens (nada contra, se houve mérito), como foi a primeira mulher em 45 anos a quem foi atribuido o prémio e a última desde 2009. É verdade, há quase dez anos que, por incrível que pareça, as academias não considerem que tenha havido trabalho meritório desenvolvido por mulheres nestas áreas (ou em outras, já que só houve laureados) fosse merecedor de Nobel. Neste ponto eu e as academias discordamos, que eu acho que ontem já era tarde para atribuir o Nobel da Química ou da Medicina à Jennifer Doudna e à Emmanuelle Charpentier pelo CRISPR.

 

Não sou pela queima dos soutiens nem pela criminalização do piropo e fico descorçoada quando homens e mulheres acham que este dia só serve de desculpa para se oferecer uma flor, ou chocolates ou para fazer almoços ou jantares "só de mulheres" (já os vi no Facebook), para partilhar fotos de homens de cariz duvidoso (o gosto das fotos, isto é) e escarrapachar a legenda "meninas, o dia da mulher devia ser todos os dias". E é. O dia dos direitos das mulheres deveria ser todos os dias, mas não é assim que eu gostaria de ver a mensagem passada.

 

Temos todos os dias para dizer não à mutilação genital feminina, aos casamentos infantis, à objectificação sexual gratuita, dizer não às dezenas de mortes de mulheres às mãos dos parceiros por violência doméstica, dizer não à disparidade de salários entre homens e mulheres que desempenhem funções idênticas, dizer não à desconfiança com que as mulheres são recebidas em certos locais de trabalho quando dizem que são/querem ser mães, dizer não à condescendência, ao mansplaining (não somos todas idiotas), dizer basta à ideia implementada que as mulheres não podem ser estivadoras, mecânicas, informáticas, Presidentes da República.

 

Precisamos do "Dia Internacional dos Direitos da Mulher" não para receber uma flor à saída do metro, mas para lembrar ao mundo que os direitos não devem ter género, apenas humanidade. Queremos ser equivalentes.

Mais sobre mim

foto do autor

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

.os últimos dez

A Discovery of Witches
O Meu Irmão
História do Novo Nome
World Without End
World Without End
The Handmaid's Tale
Outlander 4 - Tambores de Outono
A Viajante
A Libélula Presa no Âmbar
If This Is a Man


Lia's favorite books »